“Houston, we have a problem!”: uma experiência com Pandemic Legacy

Pandemic é um jogo cooperativo de Matt Leacock e publicado em 2007 pela Z-Man Games. No Brasil, foi lançado pela Devir. A premissa do jogo é achar a cura para quatro doenças que se espalharam pelo mundo. O jogo acomoda de dois a quatro jogadores, que assumem o papel dos especialistas que trabalham no Centro de Controle de Doenças Contagiosas dos EUA, com base na cidade de Atlanta. Cada especialista possui uma habilidade própria para ajudar a equipe a alcançar seu objetivo antes que o tempo acabe.

Foto: Mayara Barros

Por ser um jogo com regras relativamente simples e tempo de jogo entre 20 minutos e 1 hora, Pandemic é uma boa alternativa para quem está ingressando no mundo dos jogos de tabuleiro, sem deixar de lado mecânicas interessantes e desafios para jogadores mais climatizados com o gênero. Desde seu lançamento, o jogo já teve três expansões: On the Brink, In the Lab e State of Emergency, cada uma acrescentando novos personagens e eventos especiais, assim como ajustes nas regras que permitem um quinto jogador ou jogos em equipes. Algumas das expansões também vêm com regras novas em “Kits de Desafio”.

O jogo também teve vários spin-offs lançados desde 2007 como: Pandemic: The Cure, Pandemic: Contagion, Pandemic: Reign of Cthulhu, Pandemic: Iberia e Pandemic Legacy.

Fonte: https://goo.gl/uP44Pm

 

Minha experiência pessoal é com Pandemic Legacy e é dele que pretendo falar um pouco melhor. Um dos spin-offs do jogo original, inclui regras que se transformam conforme é jogado, assim como uma história que é contada a cada partida. A Season 1 foi lançada em 2015 e a Season 2 está prevista para esse ano. 

Na história do Legacy, os jogadores tentam controlar as epidemias no decorrer de um ano, sendo que cada partida representa um mês da história. Além das peças padrões do jogo original, esse spin-off inclui um baralho especial (chamado baralho Legacy) com instruções para os jogadores baseadas em eventos que podem ocorrer durante a partida. Não só as doenças podem sofrer mutações (para bem ou para mal), como os personagens podem ganhar novas habilidades ou sofrer traumas que dificultem seu trabalho. A cada surto numa determinada cidade, ela fica mais instável, aumentando o nível de pânico, e traz ainda mais obstáculos para os jogadores.

Foto: Mayara Barros

Durante as partidas jogadas, era comum nos envolvermos na narrativa e ficarmos ansiosos a cada carta comprada, sabendo que nossa sorte podia mudar a qualquer momento. É possível perder o jogo antes que todos os jogadores tenham tido a chance de agir (o que já aconteceu durante algumas das partidas que joguei), o que apenas aumenta a sensação de satisfação quando vencemos.

Fonte:

BoardGameGeek – Legacy
Ludopedia – Pandemic
Ludopedia – Legacy primeira temporada
Ludopedia – Legacy segunda temporada